Vencendo o bloqueio criativo – Exercícios

Abaixo segue uma lista de exercícios simples para vencer o bloqueio criativo, sei que o texto é longo mas se você dedicar um pouco de tempo para ler até o fim verá que é possível sim vencer o bloqueio criativo.

Prancheta - Bloqueio criativo

Está com bloqueio criativo ? Vamos aos exercícios

1- Apenas produza, não importa a qualidade dos resultados.

O primeiro passo para vencer o bloqueio criativo é o mais simples e ao mesmo tempo o mais difícil que é simplesmente começar.

“Dar o primeiro passo” pode parecer algo banal, mas é começando que os resultados aparecem. A questão aqui é o artista em primeiro lugar começar a produzir, isso já é grande coisa para alguém que estava com a folha em branco na frente por horas ou até mesmo dias.

Um fator importante para esse início dar certo é em nenhum momento se preocupar com a qualidade do material que será criado se focando apenas nos rascunhos. Quando você se concentrar em produzir em grande quantidade verá que as boas ideias vão surgindo aos poucos.

Muitos dizem que quantidade não é qualidade o que é certo, porém aqui quantidade significa muitas ideias com ótimo potencial de execução.

2-Cada rascunho no seu lugar.

Faça cada rascunho em uma página separada, isso facilita na organização e também evita de você comparar dois rascunhos na mesma página. Ficar comparando pode levá-lo a analisar possíveis erros o que não é nada bom, pois você será tentando a corrigir o erro ao invés de produzir uma nova ideia. Deixe para comparar apenas no final quando tiver vários trabalhos para análise.

3-Não use a borracha !

Errou ? Faça um novo rascunho e ai sim procure fazer da maneira certa, corrigir um erro com a borracha pode se tornar um vício, sendo que no final você será tentado em melhorar cada vez mais o rascunho ao invés de produzir novas soluções para o tema proposto.

4-Explore seus erros.

Nessa produção em série você precisa explorar, sinta se livre para fazer o que quiser, um possível erro pode se tornar em uma ótima solução de design de um personagem na ilustração. Essa liberdade do erro o tornará um ilustrador sem medo e muito mais criativo.

Resumindo o que você precisa é apenas sentar e desenhar sem preocupação alguma. Seguindo a risca este método você verá que o processo criativo é uma sucessão de muitas ideias ruins, algumas médias e poucas realmente boas.

Certo quero começar ! Mas o que fazer ?

5-Escolha de um tema.

Para este início dar certo, você precisa de um tema e simplicidade, escolha um tema simples. Exemplo, floresta ? Complicado e desmotivador, que tal desenhar apenas uma árvore variando as formas ? A árvore ainda é complexa ? Então foque se nos detalhes, as folhas possuem formas variadas, você pode explorar de inúmeras maneiras.

Se ainda estiver em dúvidas quanto a escolha de um tema existe uma alternativa mais objetiva que ainda o fará aprender ! Vamos a ela !

6-Estude trabalhos que admire !

O objetivo aqui é propor uma cópia ou releitura de uma obra que admire. Você precisa apenas copiar, nada mais. O estudo através da cópia trás uma nova visão sobre um determinado tema. Este estudo de cópia é produtivo em vários aspectos, primeiro você aprende com as soluções que o artista encontrou para produzir aquela obra, afinal você estará estudando o traço do artista, sua composição e aplicação de cores e etc.

Com este estudo feito você pode tentar dar sua versão da obra, neste caso seria uma releitura. Tente novas cores, etilos e formas e lembre se que este é apenas um estudo, você não será avaliado por um cliente ou por alguém na internet.

No final você só sai ganhando ! Aprendeu com o trabalho de um grande mestre e ainda adquiriu ideias e técnicas para seus trabalhos.

7-Referências, seu aliado na criação.

Colete o maior número de referências possíveis, não se foque apenas em objetos construídos pelo homem, a natureza é um grande exemplo. Várias formas interessantes estão presentes em simples insetos ou em animais de grande porte.

Por exemplo não deixe de observar um elemento arquitetônico só por que você não gosta de arquitetura, qualquer forma pode ser fonte de inspiração futura. Um ilustrador de mente aberta é um ilustrador que conhece melhor seu mundo e o molda a seu favor.

Veja documentários, filmes, leia livros de qualquer estilo, o principal é manter se aberto a novas visões de mundo. Com bagagem cultural você dificilmente terá algum tipo de bloqueio criativo.

8-Ambiente criativo, ilustrador criativo !

Um ilustrador que está cercado por outros artistas talentosos, está sempre criativo ! Essa premissa revela um detalhe importante, estar em um ambiente com pessoas talentosas é um fator que contribui e muito nas ideias e capacidade criativa de um ilustrador.

Esse ambiente pode ser um estúdio de ilustração, agência de publicidade ou uma escola de artes. É claro que a grande maioria dos ilustradores trabalham por conta, o que de uma forma torna o ilustrador em uma pessoa solitária. Essa solidão pode gerar medo e insegurança em muitos profissionais da área, afinal trabalhar sozinho pode se tornar em uma atividade cansativa e pouco inspiradora.

Cabe o ilustrador criar seu ambiente criativo, se não for possível contato pessoal com outros ilustradores, a solução está nos fóruns de artes e redes sociais. A maioria dos fóruns possui artistas de alto nível que estão ali para compartilhar, trocar ideias e trabalhos.

Não tenha medo de mostrar seu trabalho, a maioria das pessoas estão disponíveis para ajudar, participando de um fórum o ilustrador só tem a ganhar, participe e faça parte da comunidade que você não estará só.

Um detalhe interessante sobre o ambiente criativo é seu próprio “estúdio” ! Pode ser seu quarto ou até um escritório, não importa ! Apenas decore seu ambiente com temas da sua área, livros de artes, quadrinhos, action figures, monte um quadro com referências de imagens ou de artistas que lhe inspiram. Cercado de todo este material você terá mais animo e inspiração para trabalhar a cada dia.

Bom o texto foi longo, mas se você chegou até aqui é por que tem vontade de mudar, o bloqueio criativo pode aparecer em vários momentos de sua vida, é algo normal que qualquer artista profissional ou não tem que enfrentar. Lembre se em ter calma, não seja tão exigente com você, as ideias realmente boas demoram para vir. O importante é ter foco, saber o que você quer dizer com um trabalho e o principal produza não se importando com os resultados, no final verá que as ideias ruins foram essenciais para a o surgimento de uma ideia boa.

This entry was posted in Bloqueio criativo and tagged , , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

2 Responses to Vencendo o bloqueio criativo – Exercícios

  1. Michael Almeida says:

    Ótimo o texto, adorei e ajudou bastante ! Parabéns !

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *